PRRFEITURA DE GARIBALDI: Grupo de Trabalho avalia a situação da estiagem em Garibaldi

Município estudou alternativas para decretar Situação de Emergência, mas ainda não se enquadra

A Prefeitura de Garibaldi, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, reuniu no gabinete do prefeito, na manhã desta segunda-feira (17), o grupo que representa entidades ligadas ao setor primário para avaliar os impactos da estiagem no Município.

O encontro contou com a presença do coordenador Regional da Defesa Civil, Ten. Cel. Sandro Carlos Gonçalves. O Município estudou alternativas para decretar Situação de Emergência, mas conforme avaliação da Defesa Civil, ainda não se enquadra em todos os requisitos.

Gonçalves explicou as exigências do processo para homologação estadual. De acordo com o coordenador, o primeiro requisito é o laudo da assistência social comprovando dano humano, por falta de água potável e cesta básica. Também é necessário um laudo da Emater, comprovando dano na agricultura e pecuária e um terceiro laudo que comprove investimentos do Município no enfrentamento da estiagem, entre outros documentos.

Durante a reunião todos explanaram sobre a situação. A secretária de Habitação, Trabalho e Assistência Social, Clarisse Lagunaz afirmou que até o momento a Secretaria não atendeu pessoas em situação de vulnerabilidade devido à estiagem. O gerente da Corsan, Adriano Nunes explicou que o reservatório da barragem já encontra-se em estado de alerta, mas até o momento não há nenhum ponto de falta de abastecimento no Município. “Estamos pedindo a colaboração da comunidade para que evite o desperdício de água”, enfatiza.

O grupo segue monitorando a situação, mas até o momento não é possível à efetivação do decreto de situação de emergência. Segundo os dados levantados até o momento as perdas em algumas variedades de uva chegam a 20% e na cultura do milho a 60%.

Também participaram da reunião, o prefeito em exercício José Bortolini, secretários de Agricultura e Pecuária, Lívio Bortolini, de Meio Ambiente, Anderson Dalla Rosa, Segurança e Mobilidade Urbana, Robson dos Passos, coordenador da Defesa Civil de Garibaldi, Léo Gusso, o extensionista da Emater, Henrique Queiroz, o gerente de assistência técnica da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Evandro Bosa e o presidente da Aviga, Luiz Milani.

Fotos: Marina Teles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.